Broccoli Consumption Conference

Quando recebi na minha caixa postal um email com o Título – Broccoli Consumption Conference, eu pensei: Nossa! Existe uma conferência para o consumo do Brócolis? UAU. O que o brócolis tem de tão importante que merece uma conferência internacional só pra ele?

A partir daquele dia, comecei a falar para várias pessoas sobre a conferência e todos me perguntavam a mesma coisa. Que diferente uma conferência sobre o brócolis. Qual a importância dele?

Ficou interessado? Quer saber porque o brócolis é tão importante que existe uma conferência Internacional somente para ele? Continue lendo este post que você vai descobrir.

Receitas com Brócolis:

Broccoli Consumption Conference
Foto: Shutterstock

A Broccoli Consumption Conference

Eu fui para a Broccoli Consumption Conference, organizada pelo Grupo Sakata no dia 08/08/17. Foi a 5ª edição da Broccoli Consumption porém a primeira aqui no Brasil. As edições anteriores aconteceram na Polônia em 2014 e na Espanha em 2007, 2009 e 2011. A ideia da conferência é exatamente aumentar o consumo do vegetal no mundo. E o objetivo desta edição era mostrar o potencial que temos de crescimento aqui na América do Sul.

Na Broccoli Consumption Conference foram abordados diversos temas desde a origem do brócolis até suas diversas formas de utilização. E entre os assuntos falamos sobre como o brócolis ajuda na prevenção e no tratamento contra o Câncer. Foram 10 palestrantes cada um falando um pouco sobre a sua área de atuação.

Broccoli Consumption Conference

Palestrantes

A primeira palestra foi do italiano Ferdinando Branca, professor na Universidade de Catania. E o tema foi: De onde vêm o brócolis? Depois a Fumiko Honaga que é Gestora Mundial de Brócolis na Sakata Japão falou sobre Como o brócolis foi desenvolvido.

Em seguida o equatoriano Germán Espinosa da Ecofroz falou porque o Brócolis equatoriano virou referência global em qualidade. E o também equatoriano Marco Chamorro da Provefrut deu uma palestra sobre como o Brócolis do Equador ganhou o mundo.

Ainda na parte da manhã o senhor Marcio Milan, superintendente da ABRAS deu a palestra: Podemos comer mais brócolis? Ele falou sobre a logística dos supermercados e conveniências. E como estes lugares precisam se preparar para nos fornecer o alimento.

Na parte da tarde escutamos o Dr. Henrique Silveira um Biomédico, Pesquisador do Hospital de Câncer de Barretos, sobre como e porque o Brócolis pode ser um amigo na prevenção do câncer. Dr. Alberto Peribanez Gonzales médico coordenador do Programa Oficina da Semente, falou sobre sabor e saúde. Como a forma de preparo de um alimento pode deixá-lo mais saboroso e muito mais saudável. E também como podemos tratar diversas doenças como diabetes com o consumo mais consciente dos alimentos.

Broccoli Consumption Conference

Também escutamos o espanhol Javier Bernabéu Secretário Geral da “Associação para a Promoção do Consumo de Brócolis” +Brócoli, sobre como a Espanha é um case de sucesso no assunto brócolis.

Após um breve intervalo tivemos a presença do chef Marcelo Verde que fez uma preparação de arroz frito com brócolis, onde ele utilizou a hortaliça de diversas formas diferentes num mesmo prato.

A conferência foi encerrada pelo Luiz Américo Camargo comentarista e consultor gastronômico. Jornalista especializado em comida, curador do evento Taste of São Paulo. Escritor do livro Pão Nosso. Que falou com muito carinho sobre alimentação afetiva.

A importância do Consumo do Brócolis

O brócolis é muito mais que uma simples e bela hortaliça. Ele é considerado um superalimento pela quantidade de propriedades antioxidantes e anticancerígenas que ele possui.

No Brócolis encontramos proteínas, manganês, ferro, fibras, cálcio, magnésio, selênio, ácido fólico, sulforafano, zinco, flavonoides e vitaminas A, C e E.

Broccoli Consumption Conference

A hortaliça já apresentou resultados positivos na redução de vários tipos de cânceres, pois algumas das suas substâncias, como o sulforafano, ajudam a inibir o desenvolvimento e crescimento de tumores. Estudos já comprovam que o consumo de 3 a 5 porções de brócolis e outras crucíferas por semana diminui o risco da doença, e o mesmo consumo somado a tratamentos quimioterápicos auxiliam no tratamento dela inibindo seu desenvolvimento.

Um pouco da história e curiosidades

Entende-se que o brócolis surgiu no Norte do Mediterrâneo no século VI a.c. Porém em muitos países o brócolis ainda é “novidade”. Nos EUA, por exemplo, o brócolis chegou a mais ou menos uns 100 anos, e em muitos outros países ele chegou a apenas 30 anos.

Existem dezenas de tipos de brócolis, e foram feitos vários estudos e testes para chegar neste brócolis uniforme, com uma cabeça maior e de melhor qualidade. O primeiro brócolis da qualidade F1 (como é chamado) foi lançado no final dos anos 60 com o nome de Green Duke.

Broccoli Consumption Conference
Foto: Shutterstock

A variedade brócolis ninja chegou aqui no Brasil nos anos 90. Porém o “brócolis ninja” que consumimos hoje, não é mais desta variedade. Só o chamamos assim aqui no Brasil pois o nome “pegou” e nos faz diferenciá-lo do brócolis comum.

O brócolis, assim como a couve flor, são hortaliças de inverno e não se adaptam muito bem aqui no nosso país. Porém já estão estudando uma nova variedade especialmente para o Brasil que será resistente ao calor. Assim teremos brócolis de qualidade por mais tempo por aqui.

Broccoli Consumption Conference
Foto: Shutterstock

Uma dúvida que surgiu durante a Broccoli Consumption Conference foi se o brócolis congelado tem um valor nutricional menor que o brócolis fresco, e a resposta foi surpreendente. O congelado é tão bom quanto (e as vezes até melhor) que o fresco.

Isto acontece por conta do processo que é feito para o congelamento do vegetal. Ele sai da colheita e passa direto pelo processo de limpeza, cozimento no vapor a quase 90 ˚C e depois ele é resfriado e congelado em apenas 10 minutos. Mantendo todas as suas propriedades.

Já o brócolis fresco, muitas vezes leva cerca de 10 dias para chegar na mesa do consumidor, então não quer dizer que é tão fresco assim, e isso somado ao modo de preparo que nem sempre é o ideal, pode fazer com que parte do seu valor nutricional se perca no processo.

Jantar temático

Depois das palestras tivemos um jantar temático onde a maioria dos pratos servidos, desde a salada até as sobremesas tinham, é claro, o brócolis.

De entradas tivemos brócolis assado com azeite, harumaki de brócolis e salada de brócolis cru, com nozes e molho balsâmico, que foi, com toda certeza, o meu prato predileto da noite.

Broccoli Consumption Conference

De prato principal tivemos peito de frango recheado com brócolis, pescada amarela com velouté de brócolis e amêndoas, bavette salteado com brócolis e presunto parma, e carne com brócolis a moda chinesa.

Broccoli Consumption Conference

De acompanhamentos provamos batatas assadas com brócolis, tempurá de brócolis, soufflé de brócolis com grana padano e arroz com brócolis.

Das sobremesas foram o sorvete de brócolis com gengibre e o mousse de brócolis.

Visita ao Campo

No dia seguinte (09/08) ainda houve uma visita ao campo de brócolis. Infelizmente não pude comparecer. Mas com certeza deve ser fantástico visitar uma plantação da hortaliça depois de ouvir tanto sobre ela. Ver a produção desde a semente, passando pelas mudas, o desenvolvimento da planta, desenvolvimento da cabeça e por fim sua colheita.

Broccoli Consumption Conference
Foto: Shutterstock

Conclusão

Foi simplesmente excelente participar da Broccoli Consumption Conference, com certeza depois deste dia, vou consumir o brócolis com uma outra visão e a certeza de que devemos sim consumir muito mais brócolis. Ah e claro: Teremos mais receitas com brócolis aqui no blog.

Broccoli Consumption Conference

Deixe seu comentário!