Cozinha

De quilo em quilo – Um relato “desesperador” de uma pessoa que não resiste as tentações das comilanças de final de ano.

Enquanto metade da população do planeta morre de fome, a outra metade se suicida de tanto comer.

Engraçado como é a vida e como lidamos com ela. Vemos na TV, praticamente todos os dias, documentários e programas mostrando o que é a fome, e como ela devasta uma grande parte da população mundial.

Por outro lado também vemos, nos mesmos canais, uma parcela obesa e uma outra que sofre com as gordurinhas localizadas falando sobre reeducação alimentar, exercícios e mais um monte de dietas dos mais diversos tipos.

Não dá pra resistir aquela pizza de pepperoni, ou aquele frango frito super crocante e cheio de óleo. E o cheese bacon? Ah é até maldade fingir que não viu no cardápio e pedir uma saladinha sem graça com frango grelhado e croutons.

Pizza de Pepperoni
Foto: Brent Hofacker – Pizza de Pepperoni – Shutterstock

Claro que poderíamos tomar um bom café da manhã com frutas, sucos, chás e granola. Só que a preferência nacional é o bom e velho pão com manteiga e café com leite. Na padoca? Aquele croissant com requeijão na saída e um cappuccino, por favor.

Hora do almoço. Como deixar a clássica feijoada de quarta, ou aquela mesa farta de massas de quinta e atacar uma bela duma salada de legumes bem colorida com filé de merluza? E ainda tem aquele buffet de sobremesas tentador.

Feijoada
Foto: Leo Kleemann – Feijoada – Shutterstock

No jantar? Esse é o pior de todos. Chegar em casa cansada depois de um longo dia de trabalho. Cuidar das crianças, arrumar a casa e ainda ter que inventar o que cozinhar? Ah dá-lhe massa com queijo na galera que é bem mais fácil. Nada de sopas, grelhados e saladas. Isso é para os fracos.

A melhor parte então são os intervalos dessas refeições. Chocolates, biscoitos, salgadinhos. Quem é que come uma fruta? Ou um iogurte natural com mel na hora da fominha básica das quatro da tarde?

Snacks não saudáveis
Foto: Ekaterina Markelova – Snacks não saudáveis – Shutterstock

E que venha o natal. Porque no natal a comilança é totalmente liberada. Peru, pernil, lombo, tender e bacalhau regados a vinho. E na minha família ainda tem o churrasco. Daqueles com direito a tudo: picanha, linguiça, costela, asinha de frango e muita cerveja.

Aquela mesa linda de frutas e castanhas são só para enfeite mesmo. Porque no final continua tudo lá. E ainda tem sobremesa. Claro que tem.

Receita de Tender com Mostarda e Mel - Receita de Natal
Receita de Tender com Mostarda e Mel

Sem contar com o dia seguinte, que tem mais festa e mais comilança. E a semana seguinte. Porque depois ainda vem o ano novo. E vem tudo de novo. O churrasco, o pernil, o lombo, o bacalhau e a lentilha que é só pra dizer que terá fartura no ano que vem.

O bom é que sempre dá pra começar o ano com promessas de dieta e academia. Promessas que obviamente não são cumpridas. Não sou ninguém para dar lição de moral. E faço exatamente igual. De grão em grão, de quilo em quilo. A vida é assim. Cheia de calorias e bacon todo dia.

Bacon
Foto: Photominer – Fatias de Bacon Crocante – Shutterstock
Amanda Fernandes
Freelancer & Food Blogger. Apaixonada por fotografia, viagens, gatos e comida. Formada em Gestão Bancária, fez vários cursos na área de gastronomia, aumentando ainda mais sua fome. Ex-funcionária pública, deixou sua vida estável e ingressou ao mundo dos blogueiros e desenvolvimento de sites.

Deixe uma resposta

e-book Receitas de Festa Junina - Marola com Carambola