Dicas e Técnicas

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício

Congelar alimentos é muito fácil, ajuda a evitar o desperdício e facilita o dia a dia na hora de preparar uma refeição de forma mais rápida. Além disso dá pra congelar quase qualquer coisa e ajuda a economizar tempo e dinheiro.


Não é só em época de Coronavírus que devemos nos preocupar em evitar o desperdício de alimentos em casa, mas podemos aproveitar esta fase para aprender a congelar alimentos de maneira correta e levar este aprendizado para toda a vida.

Aqui em casa nós já temos o costume de congelar comida a muito tempo. Além de evitar o desperdício ajuda a facilitar a nossa vida no dia a dia na hora de preparar uma refeição. É muito mais simples quando já temos alguns alimentos pré preparados ou até receitas já prontas.

Por isso separei algumas dicas de como congelar comida e outros alimentos para que você comece a colocar em prática aí na sua casa.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: BravissimoS – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício

1 – Embalagens e recipientes

Existem alguns cuidados que devem ser tomados na hora de escolher o recipiente ou embalagem que será usada para congelar o alimento. Recipientes de plástico, sacos com fechamento hermético, sacos plásticos próprios para alimentos, recipientes de vidro e papel filme são excelentes opções.

O ideal é que o recipiente seja adequado para cada item que será congelado. É preciso prestar atenção no tamanho e tipo de alimento que será colocado em cada embalagem. Além de dar preferência para recipientes que se encaixem bem no seu congelador. Assim ele ficará organizado e você não vai se perder na hora de encontrar o que precisa.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Yuliia Mazurkevych – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Aqui em casa uso bastante os produtos da linha Faça e Venda da marca Pra Festa. Eles possuem potes a partir de 150 ml, quadrados, retangulares e redondos, que consigo empilhar com perfeição no meu freezer. São ótimos para congelar as receitas já prontas em porções individuais, pra duas pessoas ou mais.

Para congelar carnes cruas, dou preferência para sacos herméticos e papel filme. No caso de vegetais como grãos e legumes o uso de sacos herméticos são a melhor opção. Pois conseguimos congelar num formato que se encaixa bem no freezer.

Os líquidos ficam bem em potes de vidro, sacos herméticos e também nas formas de gelo. Neste caso, depois de congelados, o ideal é transferir para um saco. Funciona muito bem. Outra dica é que o líquido expande quando congelado, se usar potes de vidro deixe um espaço vazio.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Ahanov Michael – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

2 – Etiquetas e Data de Validade

Outro item importante é saber quando e o que foi congelado naquele recipiente. Por conta disso o ideal é escrever o que tem no pote, a data que ele foi congelado, provável prazo de validade e quantidade. Você pode usar uma caneta permanente direto no pote ou escrever em uma fita crepe e colar a fita no pote. Os dois funcionam bem.

Isto é importante pois depois de congelado, provavelmente você não saberá mais o que tem ali. Além de cada tipo de alimento ter um prazo de validade diferente. Num geral, eu levo como regra no máximo 3 meses para pratos prontos, vegetais pré cozidos, frutas, massas de pizza e pães, queijos, frios e embutidos. E até 6 meses para carnes cruas, doces e hambúrgueres. Salvo alimentos que já compro congelados e já possuem data de validade de fábrica, como ervilhas e carnes.

Na hora de descongelar, você saberá o que é e a quantidade que tem naquela embalagem.

3 – Como Congelar Alimentos

Legumes e Frutas

Alguns legumes como a cenoura, o brócolis, a couve flor, a abobrinha e a vagem, precisam ser pré cozidos ou branqueados antes do congelamento.

Para isso você irá descascar e cortar no formato desejado, colocar os vegetais em água fervente por 1 ou 2 minutos, retirar e transferir para uma vasilha com água gelada. Isto irá esfriar e parar o cozimento do alimento. Depois é só escorrer muito bem, esperar secar e colocar em saquinhos para congelar. Também funciona para hortaliças como couve e espinafre. Já o pimentão e a abóbora congelam bem crus não necessitando do pré cozimento.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Ahanov Michael – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Também é possível congelar temperos como a salsinha e a cebolinha. Para isso você deve lavar e secar muito bem, picar e colocar em potes pequenos ou sacos herméticos. Na hora de usar, você consegue “raspar” com um garfo somente a quantidade que irá precisar. Como a textura muda, só funciona para usar numa preparação, não fica bacana para servir cru.

Das frutas, as que congelam bem são as frutas vermelhas, como morango, amora e framboesa, e também frutas que possuam uma boa consistência e que não contenham muita água, como o abacaxi, a manga e a banana.

No caso das frutas vermelhas, basta lava-las, esperar secar bem e congelar em saquinhos. O abacaxi, a manga e a banana deve ser descascadas, cortadas e só então congeladas.  O ideal é que estas frutas sejam usadas para preparos como vitaminas, smoothies e sucos, pois elas perdem a textura depois de descongeladas.

Nos dois casos, o ideal é congelar de forma que você consiga pegar somente um pouco do legume ou da fruta ou já congelar em porções pequenas e que serão usadas de uma vez.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Marian Weyo – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Carnes, embutidos, defumados e queijos

Como todo alimento que já foi congelado não deve ser congelado novamente, o ideal é congelar porcionado. Por exemplo: Se em uma refeição na sua casa, vocês consomem dois bifes de contra filé, congele porções de dois bifes. Ou se para uma refeição você consome 150 g de carne moída, faça pacotes de 150 g. Isto facilita demais na hora descongelar e preparar a receita.

Então se você congelou uma carne crua, ela não pode ser congelada novamente crua, mas se você fizer uma preparação e sobrar, você pode congelar a preparação, ok?

No caso de defumados e embutidos como bacon, calabresa e paio o ideal é cortar em pedaços menores antes de congelar, e ir pegando os pedaços conforme a necessidade.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Ahanov Michael – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Para congelar carnes, a melhor opção é embrulhar em pacotes com papel filme ou saquinhos para alimentos, e os embutidos podem ser armazenados em sacos plásticos herméticos.

Os queijos num geral congelam muito bem. A muçarela pode ser congelada ralada, assim ela descongela mais rápido para o uso em uma preparação, como pizzas, coberturas de receitas e sanduíches. Os queijos duros e azuis como parmesão, o provolone e o gorgonzola devem ser congelados em porções pequenas, já que eles precisam ser usados assim que descongelados. Além disso, eles ficam bons para usar em preparações e não para serem consumidos crus.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Ahanov Michael – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Arroz, feijão e outras leguminosas

Se tem algo que congela muito bem são os grãos e leguminosas. Eles não possuem alteração na textura, descongelam super bem e ajudam muito na rotina do dia a dia.

No caso de leguminosas que possuem caldo como o feijão e da lentilha, o ideal é cozinhar sem tempero e colocar em potes individuais junto com um pouco do liquido. Quando você quer consumir a leguminosa sem liquido, como o grão de bico e a ervilha, é só cozinhar até o ponto al dente, também sem tempero e congelar os grãos sem liquido.

O arroz pode ser congelado depois de pronto. Basta separar em potes com a quantidade de cada refeição e congelar depois de frio.

Pratos Prontos

Congelar pratos prontos facilitam o dia a dia e ainda dá pra congelar praticamente qualquer receita. Aqui em casa, uma tática que eu sempre uso é: Se farei um macarrão a bolonhesa, eu calculo a quantidade que eu e a Eloah iremos comer em uma refeição e faço o dobro. Separo a massa já cozida al dente em dois potes separados, e faço o mesmo com o molho. Congelo os quatro potes. Num dia que preciso de uma refeição mais rápida, é só colocar os potes no microondas e pronto. Macarrão a bolonhesa em 5 minutos. Bem melhor que aquele macarrão instantâneo cheio de conservantes e aromatizantes.

Esta é uma dica que uso para praticamente qualquer coisa que eu faço. Sempre faço um pouco a mais e congelo em potes individuais. Há poucas semanas fiz esta receita de torta madalena, depois de fria, cortei pedaços que serviam para uma refeição e congelei. Funciona com tortas, lasanhas, legumes cozidos ou refogados.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício

Já para congelar as massas você precisa congelar a massa, cozida al dente, separada do molho. O molho branco não congela muito bem, já o molho vermelho fica perfeito. Se estiver fazendo massas sem molho, como o macarrão alho e óleo ou o macarrão ao pesto por exemplo, pode congelar tudo junto. Isto porque a massa acaba absorvendo o molho mais liquido, mudando o sabor e a textura depois de descongelado.

O ideal para congelar alimentos prontos é congelar assim que ele esfria. Nada de deixar na geladeira por vários dias e depois congelar. Para manter todos os nutrientes e sabor da comida você congela logo após o preparo. É só esperar esfriar antes.

A escolha do recipiente para pratos prontos também é importante. Se você deixar muito ar nos potes eles criarão cristais de gelo e isto muda a textura na hora de descongelar. Por isso escolha um pote que caiba certinho o que deseja congelar.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Ahanov Michael – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Algo que sempre tenho no congelador e que facilitam demais a minha vida é o peito de frango cozido e desfiado, carne moída refogada bem soltinha, ervilha, milho e outros grãos como feijão fradinho e grão de bico. O frango e a carne consigo fazer preparações mais rápidas, como recheio de panquecas e tortas, e até saladas.

Também costumo congelar extrato de tomate. Neste caso, sempre que eu abro um lata nova, eu já separo em porções de 1 ou 2 colheres de sopa e congelo em forminhas de gelo ou formas de silicone. Na hora de fazer um molho, um ensopado ou refogado, já tenho a quantidade que a receita pede congelada.

Os pães também podem ser congelados. No caso dos pães caseiros, eu corto em fatias e congelo embrulhados em papel filme e dentro de sacos plásticos. Já o pão francês congelo inteiro em sacos e os pães de forma, embrulho duas fatias por vez em papel filme e depois coloco nos sacos plásticos. Na hora de consumir, basta tirar do freezer uns 30 minutos antes e esquentar no forno por 5 minutos. Ficam parecendo frescos. No pão francês você pode borrifar um pouco de água na hora de levar ao forno, isto deixa a casquinha mais crocante.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício

Já as massas de pizza caseiras precisam ser pré assadas antes de congelar. Com elas frias você embrulha em papel filme e deixa ela deitada no freezer, assim que ela congelar ficará retinha. Depois é só descongelar, colocar o molho e a cobertura e assar.

Massas de tortas e de biscoitos podem ser congeladas cruas, porcionadas e embrulhadas em papel filme. É uma maneira de sempre ter uma massa de torta ou biscoito já pronta para o preparo. Na hora que precisar usar, você precisa deixar na geladeira até que ela descongele e então é só abrir e usar.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício

O que não congelar

Alguns alimentos não congelam bem, como a batata cozida. Quando faço uma carne de panela com batatas, separo as batatas e congelo somente a carne com o molho. Infelizmente ela perde totalmente a textura no descongelamento. Porém ela congela bem quando usada em preparações no formato de purê, o escondidinho e a torta madalena são exemplos disso.

Dos ovos, a clara congela muito bem, já a gema nem tanto. Neste caso é melhor bater o ovo inteiro com um garfo e daí sim congelar. Claras em neve também não devem ser congeladas, elas perdem a textura no descongelamento.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: Sea Wave – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Folhas cruas como a alface, a escarola, o agrião e a rúcula não ficam boas depois de congeladas. Elas queimam e você acaba perdendo a hortaliça. Dê preferência para guardar as refogadas, como o repolho, a catalônia e a couve.

Legumes que possuem muita água, como o tomate e o pepino, também ficam ruins quando descongelados, porém se você for usar o tomate pra fazer um refogado depois, tudo bem.

Frutas cítricas como a laranja e o limão também não ficam boas quando congeladas, porém se congelar somente o suco, dá pra ser usado em preparações depois. Neste caso use as forminhas de gelo.

Os queijos congelam bem, mas somente os queijos mais duros e curados. Os mais frescos como o queijo branco não descongelam bem. A textura muda muito e o sabor fica diferente.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: noPPonPat – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

4 – Como descongelar os alimentos

Descongelar os alimentos é um processo delicado. Nada de deixar o pote em cima da pia em temperatura ambiente e esperar descongelar. As carnes não devem ser descongeladas direto no fogão, forno ou na churrasqueira. Estas atitudes ajudam na proliferação de bactérias e podem causar intoxicação alimentar.

Para descongelar os alimentos você pode tirar do congelador e deixar na geladeira até que descongele. Ou pode usar a função descongelar do microondas. Em ambos os casos você precisa usar o alimento assim que descongelar. Nada de descongelar e deixar lá pra fazer depois.

Os molhos e extrato de tomate e o feijão com caldo, podem ser descongelados direto na panela. No caso do feijão sem tempero, você pode fazer o refogado, colocar ele congelado na panela, um pouco de água e deixar descongelar devagar, mexendo as vezes. Já o extrato pode ser inserido direto na preparação e o molho de tomate, se estiver pronto, basta aquecer na panela.

Em caso de dúvida, tire do congelador ou freezer e deixe na geladeira até descongelar e use em seguida.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Foto: M.Loraine – Shutterstock | Dicas para congelar alimentos

Dica extra:

Sempre que você descascar uma cebola e uma cenoura, remover talos de salsinha, cebolinha, salsão e outras ervas, pontas de vegetais como abobrinha e cenoura, coloque em um saco hermético dentro do freezer.

Estas sobras de vegetais que iriam para o lixo, podem render um caldo de legumes delicioso para preparar uma sopa ou um risoto. Basta colocar os vegetais em uma panela, cobrir com água, acrescentar alguns grãos de pimenta do reino e uma folha de louro. Levar para ferver em fogo bem baixo. Depois é só coar e usar.

Ah e você também pode congelar o que sobrar em sacos herméticos ou em forminhas de gelo.


Espero que estas dicas ajudem você no dia a dia e se tiver mais alguma dúvida é só deixar nos comentários que ficarei muito feliz em responder.

Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Dicas para congelar alimentos e evitar o desperdício
Powered by Rock Convert
Amanda Fernandes
A Amanda é quem cria, fotografa e publica as receitas do blog. Gosta de todas as comidas e encara qualquer degustação de olhos fechados. O coração tá na cozinha, mas os pés sempre estão numa boa viagem.

2 Comentários

Deixe uma resposta

Siga no Instagram - Marola com Carambola