fbpx
Passeios em São Paulo

Jardim Botânico de São Paulo

Eu considero o Jardim Botânico de São Paulo um dos lugares mais bonitos que já visitei.

Com mais de 360 mil m² de vegetação, o Jardim Botânico é considerado nossa a terceira maior reserva da Mata Atlântica. Tem intuito de conservar e preservar a biodiversidade. Lá você encontrará uma coleção de plantas com muitas ameaçadas de extinção.

Além de ser um gigante laboratório ao ar livre, que nos permite conhecer e aprender sobre a flora de origem local e também de outras origens, é uma incrível opção de turismo e lazer de nossa cidade. Com vários recantos, atrações, além de nascentes do histórico Riacho do Ipiranga (que você pode conhecer por meio de uma trilha).

Plantas no Jardim Botânico de São Paulo
Plantas no Jardim Botânico de São Paulo

Como é o Jardim Botânico de São Paulo

O roteiro de visita é bem grande, segundo o mapa que é entregue logo ao entrar no local existem 32 pontos que devemos observar, prestigiar ou apenas conhecer. Bom… vamos começar!

A primeira atração é a Alameda Fernando Costa. Lá acontecem exposições rotativas com o tema biodiversidade. Recentemente reformada, se transformou em uma grande passarela suspensa de madeira. Você caminha sob as águas do Córrego Pirarungaua conhecido historicamente como Riacho do Ipiranga. Entre as duas primeiras atrações você pode fazer uma pausa na Loja de lembranças ou tomar um lanche no restaurante.

Flores do Jardim Botânico de São Paulo
Flores do Jardim Botânico de São Paulo

Dando continuidade à nossa caminhada, passamos pelo Museu Botânico Dr. João Barbosa Rodrigues, inaugurado em 1924 repleto de curiosidades das plantas brasileiras.

Indo mais adiante, encontramos as belas Escadarias construídas em 1928, que ficam situadas na lateral do Jardim de Lineu, inspirado no Jardim Botânico da Suécia.

E, finalmente, as Estufas da Mata Atlântica e do Cerrado. Construídas a base de ferro inglês, é ali que estão as principais plantas tropicais. São duas grandes estufas. Quando visitamos, uma delas estava desativada e não conseguimos saber o motivo, mas, pelo que pesquisamos, ela está destinada a exposições esporádicas.

Atrás e ao lado das estufas existe um Orquidário com diversas espécies.

Estufas da Mata Atlântica e do Cerrado
Estufas da Mata Atlântica e do Cerrado

Saindo dessa parte, teremos o Lago das Ninfeias, que também usa das águas do Córrego Pirarungaua e conta com inúmeras plantas aquáticas como as ninfeias amarelas, roxas e rosas.

Essa flor é o símbolo do Jardim Botânico.

Lago das Ninfeias
Lago das Ninfeias
Quero-quero
Quero-quero

Ao lado você encontra o Portão Histórico. Instalado em 1894 para captar água para o bairro do Ipiranga até o ano de 1928.

Mais à frente, temos o Jardim dos Sentidos, que foi criado em 2003. Esse espaço é recheado de plantas aromáticas.

Esculturas no Jardim Botânico de São Paulo
Esculturas no Jardim Botânico de São Paulo

E, por último, a Trilha da Nascente. O percurso é de uma trilha suspensa de 360 m que vai até a nascente do Riacho do Ipiranga.

Libélula
Libélula

Fora as inúmeras paradas que completam o roteiro, são muitas as atrações. Ainda tem o Jardim dos Sentidos, o Bosque das Imbúias, o Lago dos Bugios, o Conjunto Escultural à Paz e à Liberdade, o Bosque dos Passuarés, o Brejo Natural, o Lago da Nascente, o Bosque das Guaricangas, o Túnel do Bambu, o Castelinho, o Mirante, o Bosque do Pau-Brasil, a Trilha de Terra Batida, o Arboreto e a Alameda Von Matius.

Informações adicionais:

O Jardim Botânico abre de terça a domingo e também nos feriados, das 9 às 17 horas.

Para entrar é necessário a compra de um ingresso. Estudantes e idosos pagam R$2,50 e os demais R$5,00.

Na região e principalmente durante a semana, é difícil encontrar vaga para deixar seu carro na rua. O estacionamento fica uma rua de frente e custa R$8,00 o dia.

– Reserve sua hospedagem em São Paulo

Eloah Cristina
Designer & Travel Blogger. Ama vídeo-game, tecnologia, fotografia, batatas e bacon. Formada em Design de Mídia Digital, Pós Graduada em Gestão de Projetos e MBA em Marketing. Abandonou a carreira nas agências de publicidade e hoje leva a vida entre sua verdadeira vocação e seu hobby.

8 Comentários

Deixe uma resposta

e-book Receitas de Festa Junina - Marola com Carambola