fbpx
Bonito

Bonito – Flutuação no Rio da Prata

A Trilha e Flutuação no Rio da Prata foi uma das últimas experiências de nossa viagem para Bonito.

Confesso que é uma atividade que embora seja relaxante, dependendo da quantidade de horas que você fica na água, começa a ficar um pouco cansativa. O que motiva são os rios da região, todos com suas águas cristalinas e peixes desfilando no seu trajeto. Oportunidade para ótimas fotografias e filmagens.

Não preciso dizer também que se você está planejando o roteiro da sua viagem para Bonito, você tem que colocar pelo menos uma flutuação nele. Digo pelo menos uma porque opções não vão faltar, e voltar para casa sem fazer qualquer uma seria como cometer um gravíssimo crime. É o tipo de experiência que vai dar ainda mais emoção para sua viagem.

Para vocês terem uma ideia nós fizemos 4 flutuações e juro que faria mais tranquilamente. É realmente um passeio espetacular.

Bonito – Flutuação no Rio da Prata
Chegada no Rio da Prata

Rio da Prata – Recanto Ecológico

Nós chegamos por volta das 13 h para almoçar a comida típica sul mato-grossense oferecida no local. Nosso passeio começaria ali por volta das 14 h.

Antes da tão esperada hora de pular na água do Rio da Prata, nos passamos pelo vestiário para colocar a roupa e as botas de neoprene e pegar nosso kit com máscara de mergulho e snorkel.

Bonito - Flutuação no Rio da Prata
Restaurante com comida típica sul mato-grossense

Trilha do Rio da Prata

Um pau de arara levou o grupo, que tem o limite máximo de 9 pessoas, até a entrada da trilha que percorremos por cerca de 50 minutos. Ela é bem tranquila, com muitas árvores centenárias e alguns animais silvestres (quati, macaco prego, queixada, cotia, tamanduá, cateto).

Nessa atividade não é permitido o uso de repelente e protetor solar. Então pode ser que você sofra um pouco no percurso da trilha, mas deixe ambos na sua mochila, pois no final do passeio, uma pessoa estará lá te esperando com todos os seus pertences pessoais e um pau de arara para te levar de volta para recepção.

Atenção: se você não tem ou esqueceu sua câmera subaquática, dê um pulo na recepção do Rio da Prata e alugue uma. São imagens e lembranças que você não pode deixar de levar para casa.

Bonito - Flutuação no Rio da Prata
Eloah e Amanda no pau de arara

Flutuação no Rio da Prata

Ao chegar na nascente Olho d’Água, realizamos um treinamento básico com o guia que iria acompanhar o grupo durante toda a atividade. Já no treinamento fizemos alguns clicks com diversos peixes (piraputangas, dourados, curimbatás, piaus, matogrossinhos e outros peixes do Pantanal), fora as várias nascentes d’água.

Durante a flutuação no Rio da Prata não é permitido colocar os pés no leito. Isso por questões de preservação e também para não levantar sedimentos tirando toda visibilidade e óbvio estragando todo seu passeio.

No total são 2.600 metros de percurso, que dá aproximadamente 2 horas de atividades. O segredo é deixar a correnteza te levar calmamente pelo rio.

Bonito - Flutuação no Rio da Prata
Rio da Prata

A emoção sobe lá em cima quando os rios Olho D’Água e o Rio da Prata se encontram. Este é um trecho com uma forte correnteza. O guia passa todas as orientações e caso você não consiga, certamente vai sai um pouco do percurso. A Amanda foi na frente e ligeiramente bateu a GoPro em uma das pedras, me doeu o coração, mas a adrenalina do passeio estava muito além do pequeno incidente. Foi muito bom. Adorei esse trecho.

Bonito - Flutuação no Rio da Prata
Muitos peixes no Rio da Prata



Booking.com

Quase no final do passeio fizemos uma breve parada para tentar chegar ao fundo de mais um dos atrativos do passeio: o famoso vulcão, mas ninguém conseguiu chegar lá no fundo.

A equipe do Rio da Prata costuma dizer que se você tiver a sorte de avistar um jacaré, uma sucuri ou uma lontra será considerada uma pessoa privilegiada.

Claro que em nosso passeio tinha um jacaré bem do pomposo tomando sol nas margens do rio. Eu rapidamente entrei em um pânico e juntei o útil ao agradável. Finalizei o passeio do Rio da Prata no pequeno barco de motor elétrico, fazendo ótimas fotografias com a visão de cima do rio.

Bonito - Flutuação no Rio da Prata
Selfie na Flutuação no Rio da Prata

Encerramos o passeio no Rio da Prata já no final da tarde e voltamos para descansar e recuperar as energias para as atividades do dia seguinte.

Curiosidades sobre o Rio da Prata

  • O Rio da Prata fica localizado no município de Jardim, vizinho de Bonito. Para chegar ao atrativo não existe nenhum meio de condução pública. O ideal é fechar um transfer privativo ou combinar com sua agência de turismo como prefere fazer esse transporte. Caso você tenha alugado um carro, vale informar que a estrada é bem chatinha e boa parte do trecho é de chão batido.
  • No local não é possível comprar o ingresso da atividade e por ser uma das mais concorridas e também uma das mais distantes (50 km de Bonito), combine com antecedência tanto a reserva da flutuação como o transporte.
  • No local além do almoço típico, tem uma loja de souvenirs, redario, banheiros, vestiários com água quente para banho, wi-fi livre e uma porção de aves para observar.
  • Se estiver com tempo tranquilo, aproveita as outras atividades oferecidas pelo próprio Rio da Prata como mergulho com cilindro, passeio a cavalo, observação de aves. Ou dê um pulo na Lagoa Misteriosa.
Bonito - Flutuação no Rio da Prata
Pôr do Sol no Rio da Prata

Informações da Flutuação no Rio da Prata

Duração: 2 horas
Preço: R$ 240,00 (não está incluso o transfer)
Endereço: 36 Km da cidade de Jardim e a 45 Km de Bonito

– Encontre um hotel perfeito para sua viagem em Bonito
Rio da Prata - A flutuação no Rio da Prata apresenta diversos peixes, o encontro dos rios Olho D’Água e o Rio da Prata e pode pintar até jacarés.
Salve esse Pinterest para consultar depois

Nossa hospedagem em Bonito foi uma cortesia do Hotel Pousada Águas de Bonito com apoio da Agência Águas de Turismo e as opiniões expressadas aqui são pessoais sobre nossa experiência vivida no local.

Eloah Cristina
Designer & Travel Blogger. Ama vídeo-game, tecnologia, fotografia, batatas e bacon. Formada em Design de Mídia Digital, Pós Graduada em Gestão de Projetos e MBA em Marketing. Abandonou a carreira nas agências de publicidade e hoje leva a vida entre sua verdadeira vocação e seu hobby.

Deixe uma resposta

e-book Receitas de Festa Junina - Marola com Carambola